Porque o álcool pega fogo?

Porque ele é rico em hidrogênio, elemento químico que tende a se juntar com o oxigênio do ar para formar água. Esse processo de união é fundamental para alimentar as chamas. “Para uma substância pegar fogo, sua reação com o oxigênio tem que liberar energia”, afirma o químico Claudio di Vitta, da USP. E é exatamente isso que ocorre no casamento entre o hidrogênio e o oxigênio. Agora, o que explica o fato de o álcool inflamar com tamanha facilidade é outra característica: basta a temperatura ambiente para fazê-lo evaporar. “Com o combustível na forma de vapor, a mistura com o oxigênio do ar é muito mais efetiva e a combustão ocorre com maior rapidez”, diz o químico Flávio Maron Vichi, também da USP. Aliás, foi justamente por isso que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, órgão vinculado ao Ministério da Saúde, em Brasília, proibiu a venda de álcool líquido em supermercados no início do ano, visando diminuir acidentes com queimaduras.

Hoje, só o álcool em forma de gel está liberado. “Como não evapora tanto, é bem menos inflamável”, afirma Flávio.

Anúncios