Porque sai fumaça do gelo e das bebidas geladas?

Porque um cubo de gelo ou uma garrafa com temperatura em torno de 0 °C têm a capacidade de resfriar facilmente o ar que está ao seu redor. Além de ser formado por gases, o ar também apresenta vapor d’água. Com o tal resfriamento, o vapor se transforma em um conjunto de gotículas, que enxergamos como uma fumacinha. Na verdade, é algo mais parecido com uma nuvem do que com fumaça, porque se trata de uma névoa formada por minúsculas gotas de água. Outra diferença é que essa névoa não sobe como a fumaça comum, formada quando alguma coisa queima. Como a temperatura das gotinhas é mais baixa que a do ambiente, a névoa fica mais densa – e mais pesada – que o ar. “Por isso, ela tende a descer. A mesma coisa acontece quando abrimos a porta de uma geladeira: a umidade do ar em volta se condensa e também desce”, afirma o físico Cláudio Furukawa, da USP. O curioso é que o efeito varia de acordo com as condições do clima: quanto mais úmido o ar, mais vapor haverá para ser condensado.

Isso quer dizer que se tirarmos uma cerveja supergelada do freezer de algum restaurante no calor molhado de Manaus, por exemplo, vai aparecer um monte de fumaça em volta da garrafa. Mas se a operação for repetida em uma mercearia na aridez do sertão nordestino, a névoa com certeza será bem menor.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s